logoalquimia 2

1. Fóruns Participativos

Desenvolvimento de fóruns participativos com base no recurso à metodologia Photovoice, uma metodologia de investigação-ação participativa que parte da fotografia e da voz das pessoas para conhecer as suas experiências e vivências, as suas necessidades, dificuldades e desejos de mudança. A partir das imagens fotográficas, desenvolver-se-á um trabalho de reflexão e co-construção de uma narrativa sobre a sua realidade quotidiana para, posteriormente, dá-la a conhecer a agentes influentes do território, com desafios concretos.

 

2. Espaços Criativos

2.1. Música

Criação de um coro e de um grupo de percussão associado ao primeiro, em dois bairros, trabalhando com os participantes técnicas elementares da voz e da percussão que lhes propiciem a experiência de ritmos, multigeografias musicais e a sua sensibilização para as potencialidades sonoras do quotidiano. O grupo de percussão utilizará exclusivamente instrumentos reciclados em detrimento dos convencionais.

 

2.2. Teatro

Criação de dois grupos de teatro, em dois bairros, propondo-se, através dos mesmos e da intervenção comunitária que os caracterizará, trabalhar diferentes dimensões da vida dos participantes, desde as cognitivas, emocionais e comportamentais, bem como a participação cívica e política e o empoderamento social.À criação do grupo e desenvolvimento da dinâmica inerente, seguir-se-á a apresentação de dois espetáculos.

 

2.3. Arte Urbana e recriação do espaço público

Intervenção no espaço público dos bairros através de atividades criativas de âmbito comunitário transformadoras da sua imagem, com a dupla função de promoção da dimensão estética e de promoção da dimensão das sociabilidades do bairro. Este trabalho recairá na criação de elementos de arte urbana (street art) e no aproveitamento dos espaços públicos.

 

3. Oficinas de Expressão

3.1. Reiki e outras terapias de relaxamento

Oficinas de Reiki, propondo-se a desenvolver competências pessoais facilitadoras da criação de pontos de equilíbrio na saúde psíquica e no bem-estar das pessoas. Precederão nomeadamente as oficinas criativas, encorajando participação e quebrando o círculo vicioso gerado por situações de isolamento social.

 

3.2. Oficinas criativas

Oficinas criativas de trabalhos manuais com base no reaproveitamento e transformação de resíduos como matéria-prima, nomeadamente têxteis, para a criação de outros produtos, atribuindo-lhes novo valor e inclusive potencial comercial (upcycling).

 

4. Futebol Inclusivo

Criação de duas equipas de futebol mistas para um total de cinquenta crianças e uma equipa de futsal para vinte jovens e adultos, mobilizando as comunidades dos sete bairros abrangidos em torno destas práticas desportivas, nomeadamente as camadas mais jovens da sua população. Estas equipas participarão em campeonatos regionais, assim como em torneios organizados pelos projeto e que contarão com outras equipas da cidade: um para sub 11 anos (Benjamins) e outro para sub 13 anos (Infantis) e um torneio de futsal para jovens e adultos em julho, prevendo-se ainda a participação em cada Escalão (sub 11, sub 13 e Futsal) a convite de outras equipas.

 

5. Laboratórios da Cidadania

Numa lógica de comunidade empreendedora, os laboratórios têm o intuito de mobilizar as respetivas comunidades para uma ação colaborativa de identificação e desenvolvimento de soluções. Neste processo de mobilização, ter-se-á em conta também a participação das crianças e jovens, que tendencialmente ficam ainda mais à margem dos processos participativos, contribuindo para a criação de cidadãos participativos e críticos que influenciem a ação pública.

 

Financiado Por:

barra feder

Powered by Amazing-Templates.com 2014 - All Rights Reserved.